Imagem: Agência Brasil

Intenção de consumo cai em abril, mas é maior que em igual período do ano passado

A Intenção de Consumo das Famílias campo-grandenses (ICF), mensurada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), aponta retração no índice deste mês de abril quando comparado a março.

Esse índice registrou 75,4 pontos, queda de 6,45% em relação a março, porém, no comparativo com abril de 2016, percebe-se uma discreta reação, uma vez que em abril do ano passado a intenção de consumo era de 72,4 pontos.

Dentre os indicadores que compõe o ICF, o que apresentou maior queda foi a avaliação do momento para a compra de bens duráveis, -19,1% em relação a março. As perspectivas profissionais também ficaram piores. O único índice que permaneceu estável foi a avaliação do emprego atual.

“Percebemos que esse comportamento varia conforme a faixa de renda da população. Para aqueles que recebem até 10 salários mínimos, verificou-se retração de 6,8% no nível de consumo atual neste mês, por outro lado entre os que têm renda superior a 10 salários mínimos foi registrado aumento de 9,3%”, explica o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.

Confira a pesquisa na íntegra:

CLIQUE AQUI