Imagem: Agência Brasil

Índice de endividados e indicadores de inadimplência estão maiores na Capital

A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) divulgou a PEIC ( Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores) que revela aumento dos indicadores de endividamento e inadimplência.

Neste mês de março, 61,2% informaram ter contas parceladas como cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, contra 60,8% em fevereiro.

“Também percebemos o aumento dos indicadores de inadimplência, das pessoas ouvidas, 34% informaram ter contas em atraso, frente a 32,4% em fevereiro e 14,9% disseram que não terão condições de pagar, avanço de um ponto percentual”, diz o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.

O cartão de crédito continua sendo a principal fonte de endividamento, apontado por 63,8%, seguido dos carnês, mencionados por 26,6% e financiamento de carros, 16,3%.

Confira AQUI a pesquisa na íntegra

 

*Fonte: Fecomércio/MS