Imagem: Fiems

Faturamento da indústria cresce 0,7% e emprego cai 0,5%

O faturamento da indústria cresceu 0,7% e o rendimento médio do trabalhador aumentou 0,6% em janeiro de 2017 na comparação com dezembro do ano passado, na série livre de influências sazonais. No mesmo período e na mesma base de comparação,  o nível de utilização da capacidades instalada teve alta de 0,5% e alcançou 77,2%, informa a pesquisa Indicadores Industriais, divulgada nesta terça-feira, 7 de março, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Os demais indicadores foram negativos. As horas trabalhadas na produção caíram 0,9%, o emprego recuou 0,5% e a massa real de salários teve queda de 1,5% em janeiro frente a dezembro, na série livre de influências sazonais. “O início de 2017 para a indústria de transformação foi marcado pela manutenção das dificuldades observadas em 2016″, observa a pesquisa.

Na avaliação da CNI, os dados indicam que ainda não há sinais claros de recuperação da atividade industrial.  Na comparação com janeiro de 2016 todos os indicadores continuam negativos. O faturamento real teve queda da 6,9%, as horas trabalhadas na produção caíram 2,1%, o emprego recuou 4,7%, a massa real de salários diminuiu 5,4% e o rendimento médio real do trabalhador encolheu 0,6%.

*Fonte: CNI