Imagem: Reprodução

Confiança do empresário diminui em novembro, informa CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) caiu para 51,7 pontos em novembro. O índice recuou 0,6 ponto frente a outubro, uma variação dentro da margem de erro do indicador, informa a pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 18 de novembro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). “No acumulado dos dois últimos meses, contudo, o ICEI registra queda de 2,0 pontos, voltando a se aproximar da linha divisória dos 50 pontos, limite entre a confiança e a falta de confiança”, diz o estudo.

Com a queda de novembro, o ICEI se afastou ainda mais da média histórica que é de 54,1 pontos. Os valores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Acima de 50 pontos indicam que os empresários estão otimistas. De acordo com a CNI, os empresários estão menos confiantes em relação ao desempenho da economia e das empresas nos próximos seis meses. O indicador de expectativas recuou para 55,8 pontos em novembro e está 2,9 pontos abaixo do registrado em setembro. O indicador de confiança nas condições atuais das empresas e da economia ficou em 43,8 pontos, o que revela pessimismo dos empresários.

O ICEI é importante porque antecipa as tendências da economia. Empresários confiantes tendem a fazer investimentos e aumentar a produção. Isso é decisivo para o crescimento da economia. Esta edição do ICEI ouviu, entre 1º e 11 de novembro, 2.951 empresas em todo o país. Dessas, 1.162 são de pequeno porte, 1.124 são médias e 665 são de grande porte.

* Fonte: Fiems